Docentes / Investigadores

Judite Primo

Doutorada em Educação pela Universidade Portucalense Infante D. Henrique (2007), Mestre em Museologia pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (2000) possui graduação em Museologia pela Universidade Federal da Bahia (1996). É Diretora do Doutoramento e do Mestrado em Museologia na ULHT, docente em Museologia e Património e membro do Conselho de Redação dos Cadernos de Sociomuseologia. Tem experiência na área de Museologia, com ênfase em Sociomuseologia, atuando principalmente nos seguintes temas: museologia, nova museologia, património, museus locais e memória social.

 

Mário Moutinho

Mario Caneva de Magalhães Moutinho. Concluiu Doutoramento Antropologia Cultural - Université de Paris VII em 1983. è Arquitecto pela Escola Superior de Belas Ares de Paris. Actualmente é Reitor da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. Publicou 33 artigos em revistas especializadas e 9 trabalhos em actas de eventos, possui 6 capítulos de livros e 12 livros publicados. Possui 19 itens de produção técnica. Participou em 30 eventos no estrangeiro e 72 em Portugal. Orientou 7 teses de doutoramento e orientou 36 dissertações de mestrado nas áreas de Outras Ciências Sociais. Recebeu 3 prémios e/ou homenagens. No seu curriculum DeGóis os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Museologia, Urbanismo, Museu, Ecomuseu, MINOM.

Mário Chagas

Possui graduação em Museologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (1979), graduação em Licenciatura em Ciências pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1980), mestrado em Memória Social pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (1997) e doutorado em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2003). Atualmente é técnico assuntos culturais - n.iii - diretor do Instituto Brasileiro de Museus, membro do conselho consultivo da Universidade Comunitária Regional de Chapecó, outro (docente, conferencista, pesquisador) da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias e professor adjunto da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Museologia, com ênfase em Memória Social Instituições de Memória e Patrimônio Cultural, atuando principalmente nos seguintes temas: museu, museologia, museus, memória e patrimônio cultural.

 

Maria Cristina Bruno

MUSEÓLOGA - Professora Titular em Museologia do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo. Licenciada em História pela Universidade Católica de Santos (1975), com três especializações em Museologia pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo (Pequenos Museus,1978; Museus de Arte e História,1979 e Museus de Ciência e Técnica,1980), mestrado em História Social / Pré-História pela Universidade de São Paulo (1984) e doutorado em Arqueologia pela Universidade de São Paulo (1995). Fez concurso de Livre-Docência em Museologia no MAE/USP (2001) e concurso para Professor Titular na Área de Museologia no MAE/USP em 14 de outubro de 2010. Está vinculada funcionalmente à Universidade de São Paulo desde 1979. Atualmente é docente do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo, onde foi Vice-Diretora (2005 a 2009) e coordenou as quatro edições do Curso de Especialização em Museologia (1999 - 2006). Nesta instituição coordena o Programa de Pós-Graduação Interunidades em Museologia (desde 2012), atuando na Linha de Pesquisa - "Teoria e Método da Gestão Patrimonial e dos Processos Museológicos"; participa ainda do Programa de Pós-Graduação em Arqueologia, no âmbito da Linha de Pesquisa - "Gestão do Patrimônio Arqueológico", ministrando disciplinas e orientando trabalhos de mestrado e doutoramento. Nesse Museu ministra disciplinas optativas de graduação sobre Museologia, desenvolve pesquisas de comunicação museológica e sobre fundos documentais e desde 2011 coordena a implantação do novo Programa Museológico de Longa Duração (expositivo / educativo). É professora convidada da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Portugal, onde ministra seminários e orienta mestrados e doutoramentos no Centro de Estudos de Sociomuseologia. Tem experiência na área de Museologia, com ênfase para Projetos de Comunicação Museológica, atuando principalmente nos seguintes temas: teoria museológica, historicidade dos processos museológicos, gestão museológica, museologia brasileira e musealização da arqueologia . Desenvolve estudos sobre mentalidades referentes às interfaces entre Patrimônio, Arqueologia, História Cultural Brasileira e Museus. É autora e também responsável pela organização de livros e artigos em periódicos especializados, é membro de conselhos de instituições culturais e presta consultorias a instituições para a elaboração de programas museológicos. Coordena o Grupo de Pesquisa do CNPQ - Musealização da Arqueologia; e é bolsista CNPQ/Produtividade.

Marcelo Cunha

Possui graduação em Museologia pela Universidade Federal da Bahia (1992), mestrado em Informação Estratégica pela Universidade Federal da Bahia (1999) e doutorado em História Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2006). É professor adjunto do Departamento de Museologia da Universidade Federal da Bahia - desde 1994. Professor do quadro permanente do Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Estudos Étnicos e Africanos, do Centro de Estudos Afro-Orientais - UFBA e também professor do programa de Mestrado e Doutorado em Museologia da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, em Lisboa. É coordenador do Museu Afro-Brasileiro da Universidade Federal da Bahia. Tem experiência na área de Museologia, atuando principalmente nos seguintes temas: museologia, exposição, museus, acervos, e educação patrimonial com utilização do patrimônio afro-brasileiro.

Manuel Serafim Pinto

Doutoramento Phd Sociologia do desenvolvimento e da mudança social -Universidade Nova de Lisboa, Portugal.2008
Mestrado Master degree Sociologia do Trabalho, das organizações e do Emprego ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, 1999

 

Rosana Andrade do Nascimento

Possui graduação em Museologia pela Universidade Federal da Bahia (1986); mestrado em Educação pela Universidade Federal da Bahia (1993), doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em História Social pela Universidade Federal da Bahia (2008).Em 1989 foi aprovada em Concurso Publico para o Departamento de Museologia, atualmente é Professora Adjunta do Departamento de Museologia da Universidade Federal da Bahia, leciona as disciplinas Classificação e Documentação Museológica e Introdução á Museologia. Ministra oficinas de Documentação no Programa de Capacitação do Ministério da Cultura, professora convidada do Curso de Especialização em Museologia da Universidade de São Paulo e do Mestrado em Museologia Social da Universidade Lusófona de Humanidade e Tecnologia-Lisboa/Portugal. Atua na área da Museologia, com ênfase nos seguintes temas: documentação e teoria museológica. Elaborou diagnósticos de procedimentos documentais para acervos museológicos de alguns museus no Brasil e exterior. Desenvolveu software para informatização de acervos museológicos com financiamento da VITAE : SIAC (1997/2000) e o Sistema DocMusa BR (2006) através de convênio estabelecido entre a Universidade Lusófona e o Departamento de Museus/MINC-IPHAN.

Maria Célia Moura Santos

Possui graduação em Museologia pela Universidade Federal da Bahia (1973), mestrado em Educação pela Universidade Federal da Bahia (1981) e doutorado em Educação pela Universidade Federal da Bahia (1995). Atualmente é Consultora das áreas da museologia e da pedagogia, professora da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, conselheira no Conselho Internacional de Museus-ICOM/BR, coordenadora do Eixo 3 da Política Nacional de Museus do Ministério da Cultura , conselheira da Associação Brasileira de Ecomuseus e Museus Comunitários e membro da Associação Brasileira de Museologia. Tem experiência na área de Museologia, com ênfase em Gestão e Organização de Museu, atuando principalmente nos seguintes temas: museologia-educação, ação educativa dos museus, museu, política nacional de museus , formação e capacitação com várias publicações em artigos e livros.

Maria das Graças Teixeira

Possui graduação em Museologia pela Universidade Federal da Bahia (1993), mestrado em Artes Visuais pela Universidade Federal da Bahia (1999), doutorado em História pela Universidade Federal da Bahia (2007) e pós-Doutorado em História pela Universidade Lusófona de Humanidades e Artes (Lisboa). Atualmente é professora adjunto II da Universidade Federal da Bahia, coordenadora do Museu Afro-Brasileiro/ FFCH/CEAO/UFBA. Tem experiência na área de Museologia, atuando principalmente nas seguintes áreas: conservação preventiva de acervos etnográficos, artísticos e históricos; planejamento e organização de espaços museais.

Pedro Pereira Leite

Pedro Pereira Leite is a researcher and professor. He had his PhD. on museology in 2011, with the thesis “Muss-amb-ike Homeland: The commitement on museology process”, that was published in 2011. In 2012 he finishes a Post-PhD Research on "Biographical Glances: The intersubjectivity poetry on museology, at ULHT (Lisbon). Presently he is working in his Post PhD. Research about: “Global Heritages: the inclusion of community knowdlege on territorial development" with the aims to build a network on local cognizance and memory manager has a tool to build the will of action in 3 different communities, linked by past communed heritages.” He works at CES. He participates on different Research network, presented papers in national and international conferences, and had published books on research subjects.

Maria Ignez Mantovani Franco

Graduada em Comunicação Social, com especialização em Museologia; cursou doutorado em História Social na Universidade de São Paulo. É doutora em Museologia, pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, de Lisboa, Portugal. Diretora da empresa EXPOMUS – Exposições, Museus, Projetos Culturais, por ela criada em 1981, atuou em cerca de 200 projetos de exposições nacionais e internacionais de arte e cultura brasileira, na América Latina, Estados Unidos e Europa. No Brasil desenvolve, pela Expomus, projetos museológicos, socio educacionais e ambientais, em colaboração com instituições e museus nacionais. Foi membro de diversos Conselhos de Museus brasileiros e participa de organismos nacionais e internacionais, tais como AAM - American Association of Museums e ICOM - International Council of Museums. Membro da Diretoria do ICOM Brasil, nas gestões 2006-2009 e 2009-2012, representa este órgão no Conselho Consultivo do Patrimônio Museológico do Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM. É vice-presidente do CAMOC – Comitê Internacional de Museus de Cidade do Conselho Internacional de Museus.

Manuel de Azevedo Antunes

Manuel de Azevedo Antunes. É Professor Associado na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. Publicou 7 artigos em revistas especializadas, possui 11 livros publicados. Participou em 17 eventos no estrangeiro e 31 em Portugal. Recebeu 9 prémios e/ou homenagens. Actua na área de Sociologia, da Ciência Política e das Ciências da Computação e da Informação. Nas suas actividades profissionais interagiu com 5 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. É natural de Vilarinho da Furna, a aldeia comunitária da Amarela-Gerês, desaparecida com uma barragem em 1971/72, e Sócio Fundador e Presidente da Direcção da Associação dos Antigos Habitantes de Vilarinho da Furna.

Paula Assunção

Master of Museology, Reinwardt Academy (2004)
BA in Museology, University of Rio de Janeiro, Brazil (1999)

Employment summary:
- Lecturer of Theoretical Museology, Reinwardt Academy 
- Project co-ordinator, Culturalia Foundation 
- Adviser for heritage and community development related projects in Brazil (since 2003)
- Project leader at the Nova Friburgo Memorial Centre, Brazil (2000-2001)

 

Gabriela Perdigão de Almeida Cavaco

Doutorada em Museologia pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.  

Denise Studart

Museóloga, Doutora em Museum Studies pela University College London, Inglaterra, cursos de especialização em Estudos Especiais de Crítica de Arte e Conservação de Obras de Arte na Università Internazionale dell Arte, na Itália, trabalhou em museus europeus (entre eles o Museu Britânico e o Museu de Ciências, em Londres, e La Cité des Sciences et de l´Industrie em Paris) e em diversos museus brasileiros (Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro, Museu de Arte Popular Casa do Pontal, Centro Cultural Banco do Brasil e Museu de Astronomia e Ciências Afins). Foi Coordenadora do Comitê de Educação e Ação Cultural do ICOM International Council of Museums, no Brasil (CECA-Brasil) de 2002 a 2005. Em 2002 ingressou por concurso público no Museu da Vida, Casa de Oswaldo Cruz, Fiocruz, como Tecnologista Pleno. Foi Secretária Geral e membro do Comitê Organizador do 4th Science Centre World Congress, realizado em abril de 2005. Membro suplente do Conselho Consultivo do Comitê Brasileiro do ICOM (2006-2010). Participou ativamente da coordenação do Observatório de Museus e Centros Culturais. Implantou o Núcleo de Estudos de Público e Avaliação (Nepam) no Museu da Vida, o qual coordenou de 2006 a 2008. Cedida ao Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro para chefiar o Museu do Meio Ambiente (2008-2009), foi responsável pela elaboração do Plano Museológico de Implantação do referido Museu. Coordenadora Geral do Simpósio Museus, Biodiversidade e Sustentabilidade Ambiental, realizado no Rio de Janeiro pelo Museu da Vida/COC/Fiocruz e IBRAM, com o apoio do CNPq (Junho 2010). Atualmente integra a equipe do Serviço de Design/SDPDC, Museu da Vida, na elaboração de projetos museológicos diversos. Áreas de interesse e atuação: museologia, estudos de público, exposições, educação não formal, desenvolvimento sustentável.