Programa de Doutoramento em Museologia

O Programa de Doutoramento em Museologia da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias foi autorizado pelo Despacho 9288/AE 2007 de 21 de Maio do Director-Geral do Ensino Superior de 30 de Setembro de 2005, conferindo o Grau de Doutor na especialidade de Museologia aos candidatos que concluam com aproveitamento todas as unidades curriculares que integram o plano de estudos do curso de Doutoramento (1º, 2º e 3º semestres); e elaborem e discutam para aprovação uma tese inovadora, inédita e especialmente escrita sobre a temática da Museologia.

Actualização do programa Despacho n.º 10672/2012 & Diário da República, 2.ª série — N.º 152 — 7 de agosto de 2012

Coordenação científica: Profª. Doutora Judite Santos Primo

 

1º Ano

A Função Social do Museu

25(S)

10

Ver programa

Esta Unidade Curricular tem por objectivo principal refletir sobre o quadro da Museologia Contemporânea com enfoque na Sociomuseologia. Busca-se analisar a relação dos contextos sociais onde a Museologia se desenvolve e as condições de produção dos diferentes discursos museológicos bem como as suas diferentes áreas de intervenção. Esta UCpropoe-se discutir as seguintes questões:

O alargamento da noção de património, e a consequente redefinição de "objecto museológico", a ideia de participação da comunidade na definição e gestão das práticas museológicas, a museologia como factor de desenvolvimento, as questões de interdisciplinaridade, a utilização das "novas tecnologias" de informação e a museografia como meio autónomo de comunicação. As relações entre Sujeito, Espaço e Bem-cultural (sociedade, território e património). Os novos patrimónios culturais: do bio-património ao património intangível. Património cultural e memória social: perspectiva diacrónica e perspectiva sincrónica; Memórias e esquecimentos, poder e resistência; Museus, identificações e identidades culturais; Instituições nacionais e internacionais do foro museológico e/ou patrimonial, Museologia contemporânea: A modernização das instituições museológicas; Processos inovadores: ecomuseologia, economuseologia, museologia comunitária. Museografias formas e ideias, Relação património /perfis profissionais. As Declarações de Santiago do Chile, de Quebec e de Caracas

Museologia e Questões Sociais Contemporâneas

5(TC); 20(S)

10

Ver programa

A ideia da cultura como instrumento e recurso de desenvolvimento, constitui na verdade um renovar de entendimento da ideia de desenvolvimento e, por outro lado das estruturas de funcionamento e interrelacionamento dos diferentes domínios culturais.  Esta UC situa-se no âmbito destas preocupações e propõe-se a analisar o lugar social dos diferentes intervenientes, profissionais, publico, utilizadores de modo a contribuir para a melhor definição de Política Cultural Nacional no âmbito do espaço Europeu, que reforce a coesão social e a igualdade de oportunidades

O objectivo desta unidade curricular é compreender a construção de património cultural a partir de abordagens teóricas e sociais hoje compreendidas como pertencentes à sociologia da cultura e analisar os novos enfoques sobre o património no âmbito da museologia. Tratar as questões de diversidade patrimonial, hibridismo cultural, património intangível, bio-património, género, questões relacionadas à memória social, esquecimento, poder e traumas históricos e sociais, reorganizando antigas certezas o passado e questionando os usos contemporâneos dos patrimónios, das identidades locais e globais.

Objectiva-se capacitar os discentes para os problemas do desenvolvimento em relação com os contextos socio-económicos locais e regionais;

Estudos aprofundados em museologia

25(S)

10

Ver programa

O entendimento sobre o Património depende da problematização de grandes categorias sócio-culturais como os conceitos de identidade, diversidade, biodiversidade, e multiculturalismo.

Nesse sentido, novos enfoques patrimoniais têm sido tratados pela museologia, ou seja: novos património culturais, o património intangível, a memória social em suas perspectivas diacrónica e sincrónica, como também, os problemas que envolvem memórias e esquecimentos, o poder e as resistências.

A filosofia e os valores subjacentes das instituições museológicas inseridas no seu contexto histórico-político. A vocação dos museus no passado: aspectos artísticos, científicos, sociais e culturais.

Pretende-se também com esta UC uma teorização, reflexão e problematização das grandes questões contemporâneas da museologia social; as suas condições de planificação e de realização e opções sociais e educativas.

Políticas Culturais e Museologia

5(TC); 20(S)

10

Ver programa

Pretende-se promover a reflexão sobre as políticas e os programas, que incidem, directa ou indirectamente, sobre o sector cultural e patrimonial da sociedade portuguesa. As identidades locais, transfronteiriças, nacionais e europeias.

Com esta Unidade Curricular pretende?se promover a reflexão sobre as políticas públicas do sector da cultura e a sua incidência, directa ou indirecta, sobre o sector museológico e patrimonial. Aprofundar teórica e metodologicamente os diferentes contextos de desenvolvimento nas suas várias dimensões (economia, sociedade, cultura...) e as diferentes escalas (internacional, nacional, regional e local) e suas intersecções com a Museologia contemporânea.

Museologia e Educação

25(S)

10

Ver programa

Esta unidade curricular apresenta os seguintes objectivos:

  • Reflectir sobre o papel da acção educativa na relação estabelecida entre os patrimónios culturais, os museu e a sociedade, tendo como referencial a construção do conhecimento nas áreas da Museologia e da Pedagogia;
  • Discutir e analisar a dimensão pedagógica, cultural e educativa do museu, as estratégias e as metodologias utilizadas em diferentes contextos;
  • Analisar e discutir acerca dos conceitos de acção cultural e educativa. Conceitos assumidos como bases para os princípios norteadores da acção museológica participativa. O projecto pedagógico do museu. Acção?reflexão: estudos de caso; Análise e discussão dos conceitos de acção cultural e educativa;
  • Discutir e analisar aspectos relacionados com a gestão dos museus e suas interfaces com a acção cultural e educativa;
  • Discutir e analisar propostas de projectos, a partir do referencial teórico e das experiências apresentadas pelo docente e pelo museólogo.

Museologia e Computação

5(TC); 20(S)

10

Ver programa

A relação entre a museologia e a computação têm vindo a ocupar um lugar cada vez mais importante em particular no domínio da expografia. Esta UC tem como objectivo reflectir sobre esta relação, procurando esclarecer os seus limites e articulações. As responsabilidades do Museu como utilizador de Novas tecnologias e o seu papel como factor de desenvolvimento de Novas Tecnologias. As novas tecnologias como “moda” versus recurso de comunicação.

A UC articula-se com o Laboratório de Museografia e Computação oferecido pelo Departamento permitindo aos doutorandos um relacionamento directo com os projectos ai desenvolvidos.

2º Ano

Metodologia de Investigação em Museologia

20 (TP)

10

Ver programa

No que respeita à formação metodológica e à preparação do projecto de investigação, serão tratados de forma aprofundada diferentes técnicas e métodos de Investigação quantitativa e qualitativa de apoio à preparação e desenvolvimento do projecto de investigação. Distinção entre plano de investigação e plano de redacção.

Matrizes de viabilidade dos projectos de investigação. Adequação de ferramentas e o perfil dos projetos. As exigências da escrita científica. A ética na investigação científica e a responsabilidade social do investigador. Normas para elaboração de teses e dissertações.

Seminário de Investigação em Museologia

10 (S)

5

Ver programa

Seminário para favorecer a avaliação dos projectos de investigação em curso no âmbito dos Programas de Doutoramento e de Mestrado em Museologia. Este programa assenta na apresentação de relatórios, comunicações, painéis de discussão e conferências temáticas e está direccionado para os alunos e docentes dos referidos cursos.

Reflexão sobre as principais linhas de investigação onde têm sido desenvolvidas os projectos de dissertações e teses, especialmente, no que se refere às metodologias de trabalho e os respectivos impactos nos diferentes contextos académicos e sociais. O Seminário de Investigação está organizado tendo por base as linhas de investigação onde se inserem os diferentes projectos de tese e de dissertação.

Tese

30 (OT)

45

Ver programa

Elaboração da Tese de Doutoramento.

3º Ano

Tese

30 (OT)

60

Ver programa

Elaboração da Tese de Doutoramento